Investimento em Valor (value investing)

  • Consideramos que o valor sustentável de uma empresa é o resultado da sua capacidade de gerar lucro consistente na sua operação no longo prazo;
  • Investimos em empresas cujo valor de mercado esteja substancialmente abaixo do seu valor sustentável;
  • Acreditamos que há duas formas de se obter retornos sustentáveis no investimento em empresas listadas: através da convergência do valor de mercado de uma empresa para o seu valor que consideramos sustentável; e/ou através da distribuição de lucros.

Horizonte de longo prazo

  • As empresas estão permanentemente expostas a ciclos políticos, econômicos, setoriais e da própria empresa. Esses ciclos geralmente são longos
  • A convergência do valor de mercado de uma empresa ao seu valor sustentável é um processo que demora
  • No curto prazo, variações do valor de mercado de uma empresa são geralmente determinados por movimentos especulativos, ou seja, por investidores que buscam “advinhar” o comportamento de outros investidores frente a eventos específicos, não pelos fundamentos de uma empresa

Retorno Absoluto

  • Retornos absolutos atrativos são nosso objetivo final. De que adianta obtermos um retorno melhor do que o de um benckmark, se ele é negativo?
  • Assim, nossos investimentos são completamente dissociados da composição de qualquer índice de ações ou outro benchmark

Long-only

  • Quando investimos numa empresa (posição long), parte do retorno advém da distribuição dos lucros consistentes, o que não ocorre com posições short
  • Dado que o mercado pode ficar “irracional” por tempo prolongado, ou seja, pode demorar para o valor de mercado daquela empresa convergir para o seu valor sustentável, a distribuição de lucros garante retornos atrativos até que ocorra a convergência de valor
  • Posições short podem desviar nossa atenção para o curto prazo, por eventuais particularidades a elas associadas, como restrições operacionais, custos e oferta de aluguel, eventos de mercado (como short squeeze) entre outros. Preferimos ter nossa energia plenamente direcionada ao longo prazo e aos fundamentos das empresas

Risco

  • Consideramos risco como sendo a possibilidade de perda permanente do capital investido, que depende diretamente da capacidade da empresa de gerar lucro consistente no longo prazo
  • Este conceito está completamente dissociado da volatilidade do preço das ações
  • Entendemos que a volatilidade esteja associada a um sentimento momentâneo de mercado. Não vemos neste indicador sinais relativos à perda permanente de capital
  • Para nós, a volatilidade é bem vinda, pois é ela que nos permite comprar uma ação abaixo do seu valor sustentável