“A Cardinal Partners é um meio, e não um fim. ”

A Cardinal Partners é uma gestora independente de fundos de investimento em ações brasileiras. Nossa estratégia de investimento baseia-se num horizonte de longo prazo, em investimentos long-only, e aplicando exclusivamente a teoria contemporânea de value investing.

Focamos no retorno absoluto e individual em cada empresa investida. Portanto, nossa carteira é dissociada de índices de mercado. A base de nossas decisões é a definição do valor da empresa. Investimos quando seu preço reflete suficiente margem de segurança.

O conceito de risco que consideramos é o de perda permanente do capital investido, que depende diretamente da capacidade da empresa de gerar lucro consistente no longo prazo. Ele é completamente dissociado da volatilidade do preço das ações, que entendemos refletir tão somente a variação do sentimento do investidor no tempo. Para nós, a volatilidade é bem-vinda, pois nos permite investir numa empresa por um preço abaixo do seu valor.

Consideramos aqueles que decidem investir através da Cardinal Partners como nossos sócios financeiros que nos delegam a decisão de investimento. Isso porque a maior parte do patrimônio do sócio fundador está igualmente investida através da Cardinal Partners.

Entendemos que a Cardinal Partners é um meio, não um fim, o fim sendo as empresas nas quais investimos. Por isso usamos o termo investir através, e não na Cardinal Partners.

Investimento em Valor (value investing)

A teoria contemporânea de value investing baseia-se no conceito de valor, conforme explicamos, combinado com os estudos de finanças comportamentais.

Tais estudos demonstram que, desde os primórdios, o ser humano, na grande maioria do tempo e das circunstâncias, toma decisões irracionais, movido inconscientemente por vieses de comportamento. Isso impede que as pessoas tomem decisões sensatas, mesmo as mais óbvias, como comprar uma ação barata e vendê-la cara.

Por isso, nosso processo de investimento se blinda ao máximo contra esses vieses. Além disso, nossas análises buscam identificar a existência de tais vieses no mercado, que podem indicar oportunidades de investimento.

Longo Prazo

Entendemos que investimento em ações requer um horizonte de longo prazo. Isso por várias razões.

Primeiro, existem ciclos políticos, econômicos, do setor e da própria empresa. Por exemplo, um ciclo econômico completo costuma levar anos. Uma nova estratégia de uma empresa leva anos para maturar.

Segundo, uma boa empresa gera valor sustentavelmente por anos, até décadas. É o caso, por exemplo de Itaú, Ambev, Localiza, Wallgreens e Kimberly Clark.

Por isso, é importante que o investidor em ações tenha uma mentalidade de poupança de longo prazo.

Long Only

Entendemos que o investimento long only permite o máximo de disciplina em manter o horizonte de longo prazo.

Adicionar uma estratégia de short (venda a descoberto), vislumbrando um ganho com a queda do preço da ação poderia desviar nosso foco para o curto prazo.

Ações de empresas brasileiras

Brasil é o nosso círculo de competência, nossa vocação.

É onde entendemos ser capazes de identificar oportunidades com perspicácia e agir com convicção.

Preço e Valor

Preço é uma medida do sentimento do investidor num dado instante. Por isso ela varia muito diariamente.

Valor é uma medida da capacidade da empresa de gerar lucro no tempo, sendo uma função da sua estratégia, vantagens competitivas, qualidade dos executivos e governança corporativa. Por isso ela varia pouco no tempo.

O sentimento do investidor varia como um pêndulo, indo de um extremo de euforia, em que predomina a ganância, a outro extremo do pânico, em que predomina o medo.

pendulo
valor

Margem de Segurança

Margem de segurança é a diferença entre o valor de uma empresa e seu preço.

Decidimos investir quando o preço da empresa estiver abaixo do seu valor com suficiente margem de segurança.

image005

Por que “Partners”?

Consideramos aqueles que decidem investir através da Cardinal Partners como nossos sócios financeiros que nos delegam a decisão de investimento. Isso porque a maior parte do patrimônio do sócio fundador está igualmente investida através da Cardinal Partners.

Entendemos que a Cardinal Partners é um meio, não um fim, o fim sendo as empresas nas quais investimos. Por isso usamos o termo investir através, e não na Cardinal Partners.